Páginas

pesquisa

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Vermelho Amargo


O medo de permanecer desamado fazia de mim o mais inquieto dos enredos. Para abrandar a minha impaciência, sujeitava-me aos caprichos de muitos. Exercia a arte de me supor capaz de adivinhar os desejos de todos que me cercavam
Bartolomeu Campos de Queirós

e aquela imagem vermelha não me sai da cabeça!

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

O primo basílio

''Que outros desejem fortuna, a glória as honras, eu desejo-te a ti! Só a ti, porque tu és o único laço que me prende à vida, e se amanhã perdesse o teu amor, juro-te que punha um termo, com uma boa bala,  a esta existência  inútil!''

Eça de Queirós

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

vem


Você Já me Esqueceu

Fernanda Takai

Vem,
Você bem sabe que aqui é o seu lugar
E, sem você, consigo apenas compreender
Que sua ausência faz a noite se alongar
Vem,
Há tanta coisa que eu preciso lhe dizer
Quando o desejo que me queima se acalmar
Preciso de você para viver
É noite, amor
E o frio entrou no quarto que foi seu e meu
Pela janela aberta onde eu me debrucei
Na espera inútil e você não apareceu
Você já me esqueceu
E eu não vejo um jeito de fazer você lembrar
De tantas vezes que eu ouvi você dizer
Que eu era tudo pra você
Você já me esqueceu
E a madrugada fria agora vem dizer
Que eu já não passo de nada pra você
Você já me esqueceu
Você já me esqueceu
Você já me esqueceu

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Homem, predador de si mesmo

           Em pleno sec. XXI, nos deparamos com tal situação:  o considerado pulmão mundial, a floresta amazônica,  vem a cada dia que passa perdendo espaço não só como massa, mas também na consciência de cada ser humano que se beneficia a suas custas. Egoísta,  capitalista e manipulador, o homem faz com que o tempo de vida na terra esteja contado.
            Não conseguiríamos controlar tal ação completamente, entretanto, existem projetos voluntários que permitem acesso a todo e qualquer um fazer a sua parte. Sendo assim, se todos fiscalizassem o desmatamento diário que acontece debaixo de nossos olhos, promovendo a conscientização geral do meio em que vivem desde escolas primarias, alcançaríamos nosso objetivo da não exploração desenfreada de nossas florestas e em especial a Floresta Amazônica.
              Projetos intenaltas como 'Salve Amazônia , palestras, conscientizações, etc., nunca serão exageros ao tratar de tal exploração.
               Precisando de matéria prima,  ele considerado ate então o único ser racional, perde toda sua racionalidade visando apenas lucro e nem sempre seu próprio lucro, o que é pior, se submetendo a estragar e ou destruir aquilo que o pertence em prol de empresas capitalistas que não dão a minima importância a ele mesmo.                                 Ignorando todas as possibilidades de investimento a longo prazo para o bem geral, como plantar pra colher, o desmatador tem visado apenas o  barato, comodo e fácil,  destruindo nossa riqueza natural e irrelevando o fato de estar se auto destruindo, ao acabar com aquilo que pertenceria a parte deles, ou seja, seus descendentes.
                  Racionalidade não pode ser fragmentada! Se tao bons somos para solucionar aquilo que nos satisfaz,  em menor preço, com absoluta certeza somos capazes de solucionar os problemas que temos enfrentado. Acordar... despertar... evoluir... isso é o que espero para o ser humano de hoje. Como diria Elisa Lucinda em seu texto ''Só de sacanagem'': ''Sei que não da pra mudar o começo mas se a gente quiser,  vai dar pra mudar o final!''

Pra Você Dar o Nome



Deixa pra lá
Que de nada adianta esse papo de agora não dá
Que eu te quero é agora e não posso e nem vou te esperar
Que esse lance de um tempo nunca funcionou pra nós dois
Sempre que der
Mande um sinal de vida de onde estiver dessa vez
Qualquer coisa que faça eu pensar que você está bem
Ou deitada nos braços de um outro qualquer que é melhor
Do que sofrer
De saudade de mim como eu to de você, pode crer
Que essa dor eu não quero pra ninguém no mundo
Imagina só pra você
Quero é te ver
Dando volta no mundo indo atrás de você, sabe o quê
E rezando pra um dia você se encontrar e perceber
Que o que falta em você sou eu

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

vem


Vem

5 à Seco

De onde vem tanto amor se você não vem
nada além dessa dor,
vai além do que sou,
meu calor é pra mais ninguém,
veja bem não convém ser assim,
como quem vive a vida sem se entregar
que dia após dia segue sem notar
e chega a ser pecado não ver
que existe a essência do que é viver
e passa tanto tempo sem se encontrar
por não olhar vestígios do que é amar
não sabe nessa vida o que eu sei
o bom é ser feliz ao lado de alguém.
vem, vem, vem...



FREELY - Devendra Banhart


Livremente

Não se trata de um coração que você encontra
Trata-se do eu interior
É sobre o amor que você esconde
Ele está aguardando para ser solto

Não se trata de perder a cabeça
Mas se for para acontecer, tudo bem
Mas só existe uma maneira de brilhar
E é chamada tentar viver

Livremente, livremente meu coração
Livremente, livremente meu coração
Eu gostaria de viver dessa maneira
Eu gostaria de viver dessa maneira

E minha mãe pode não entender
Porque eu estou do jeito que estou
Mas eu amo e eu quero deixa-la entrar (você a ama?)
Apresente a um amigo

E agora temos que tirar um tempo
Conhecer toda nossa vida
E eu te ligo para recordar
Que nada realmente é meu
Exceto

Liberdade, liberdade em meu coração
Liberdade, liberdade em meu coração
Eu gostaria de viver dessa maneira
Oh, eu quero ficar, ficar dessa maneira

Você nunca viu nada tão gentil
Como o vento a soprar
Eu nunca vi nada tão sensato
Como o nascer do sol que brilha

Livremente, livremente em meu coração
Livremente, livremente em meu coração
Eu gostaria de viver dessa maneira
Oh, eu quero viver dessa maneira

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Feliz pra cachoro


Pensa num cara que anda feliz
Pra cachorro
Mas pensa assim num cachorro
Pra lá de feliz
Desde que te vi, que o chão não
Tem fundo, que o céu não tem forro
Cantarolo e morro de rir
Todo feliz como um gol numa
Copa do mundo
No fim do segundo tempo da
Prorrogação
Desde que te v,i é farra pra tudo
Tem funk no morro do fundo do
Meu coração
Tão raro de se ver, param pra dizer
Para eu ser feliz para lá
Peraí, o que é que há?
Quero ver quem vai me impedir
De sorrir do Pari até o Pará
Pensa num cara que anda
Contente pra burro
Mas pensa um burro contente que
Nem um sagui
Desde que te vi, parei de dar
Murros em ponta de faca
Deu caca, eu dou urros de rir
Todo contente que nem são os
Gols de chaleira
A zaga inteira batida e o goleiro
No chão
Desde que te vi, não tenho enjoeira,
Nem segunda-feira ou canseira no
Meu coração

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Para Viver Um Grande Amor


Para Viver Um Grande Amor
Vinicius de Moraes

Para viver um grande amor, preciso é muita concentração e muito siso, muita seriedade e pouco riso — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor, mister é ser um homem de uma só mulher; pois ser de muitas, poxa! é de colher... — não tem nenhum valor.

Para viver um grande amor, primeiro é preciso sagrar-se cavalheiro e ser de sua dama por inteiro — seja lá como for. Há que fazer do corpo uma morada onde clausure-se a mulher amada e postar-se de fora com uma espada — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor, vos digo, é preciso atenção como o "velho amigo", que porque é só vos quer sempre consigo para iludir o grande amor. É preciso muitíssimo cuidado com quem quer que não esteja apaixonado, pois quem não está, está sempre preparado pra chatear o grande amor.

Para viver um amor, na realidade, há que compenetrar-se da verdade de que não existe amor sem fidelidade — para viver um grande amor. Pois quem trai seu amor por vanidade é um desconhecedor da liberdade, dessa imensa, indizível liberdade que traz um só amor.

Para viver um grande amor, il faut além de fiel, ser bem conhecedor de arte culinária e de judô — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor perfeito, não basta ser apenas bom sujeito; é preciso também ter muito peito — peito de remador. É preciso olhar sempre a bem-amada como a sua primeira namorada e sua viúva também, amortalhada no seu finado amor.

É muito necessário ter em vista um crédito de rosas no florista — muito mais, muito mais que na modista! — para aprazer ao grande amor. Pois do que o grande amor quer saber mesmo, é de amor, é de amor, de amor a esmo; depois, um tutuzinho com torresmo conta ponto a favor...

Conta ponto saber fazer coisinhas: ovos mexidos, camarões, sopinhas, molhos, strogonoffs — comidinhas para depois do amor. E o que há de melhor que ir pra cozinha e preparar com amor uma galinha com uma rica e gostosa farofinha, para o seu grande amor?

Para viver um grande amor é muito, muito importante viver sempre junto e até ser, se possível, um só defunto — pra não morrer de dor. É preciso um cuidado permanente não só com o corpo mas também com a mente, pois qualquer "baixo" seu, a amada sente — e esfria um pouco o amor. Há que ser bem cortês sem cortesia; doce e conciliador sem covardia; saber ganhar dinheiro com poesia — para viver um grande amor.

É preciso saber tomar uísque (com o mau bebedor nunca se arrisque!) e ser impermeável ao diz-que-diz-que — que não quer nada com o amor.

Mas tudo isso não adianta nada, se nesta selva oscura e desvairada não se souber achar a bem-amada — para viver um grande amor.

she


Ela

Ela
Pode ser o rosto que eu não posso esquecer.
Um traço de prazer ou arrependimento
Pode ser meu tesouro ou o preço que eu tenho que pagar.
Ela pode ser a música que o verão canta.
Pode ser o frio que o outono traz.
Pode ser cem coisas diferentes
Dentro da medida de um dia.

Ela
Pode ser a bela ou a fera.
Pode ser a fome ou o banquete.
Pode transformar cada dia em um paraíso ou em um inferno.
Ela pode ser o espelho dos meus sonhos.
Um sorriso refletido em um riacho
Ela pode não ser o que ela pode parecer
Dentro da sua casca

Ela, que sempre parece tão feliz no meio da multidão.
Cujos olhos podem ser tão secretos e tão orgulhosos
Ninguém pode vê-los quando eles choram.
Ela pode ser o amor, que não pode esperar para durar
Pode vir para a mim das sombras do passado.
Que eu vou me lembrar até o dia que eu morrer

Ela
Pode ser a razão pela qual sobrevivo
O porquê e o motivo de eu estar vivo
A única que que eu vou cuidar prontamente ao longo dos anos durante as adversidades.
Eu vou pegar as risadas e as lágrimas dela
E farei delas todas as minhas lembranças
Para onde ela for, eu tenho que estar
O sentido da minha vida é

Ela, ela, ela

talvez ela nao seja eu, acho que no fundo esse posto nunca será meu, sempre algo o prenderá e eu nao o culpo..
mas voce ainda sim nao tem o direito de me prender, de me iludir e me fazer acreditar em coisas que nao eram pra ser ditas ao pé do meu ouvido. acreditar em tudo que um dia saiu da sua boca em outra direção, em outro ouvido, e com outra intençao!
me perdoe meu amor, mas nao sei ate quando vou aguentar, ate quando a dor vai se calar..
quanto tempo ainda será que minhas lagrimas vao cair?
será que um dia toda a dor acabará com elas?
quem será ELA na sua vida?