Páginas

pesquisa

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

RIO

você é um rio
e de alguma forma eu quero navegar em você!
quero que você navegue em cada queda d'água em meu corpo
e quero morrer sufocada por suas águas..
literalmente!

quero conhecer-te por inteiro,
saber de suas correntezas, seus cascalhos e areia ao fundo,
para eu poder me estabilizar,
encostar os pés no chão com toda firmeza
e saber que nada ali me magoará mais!

espero que você te encontre,
e quero que te encontre em mim..
faça de mim, com minhas alternâncias de temperatura
o seu afluente mais certo,
o afluente que nunca vai secar,
 nunca vai deixar de desaguar no seu rio

mergulhe em mim,
conheça minha fauna..
conheça todos os animais que moram em mim,
as ações e reações de cada ser, a forma de defesa para cada um,
e faça parte da minha cadeia alimentar!
pois sou tudo; sou rio, sou peixe, sou água, sou ar..
admire todas as belas flores que flutuam sobre mim
suba  em forma de moléculas nos aguapés que flutuam aqui em cima,
 e deixe-se evaporar!

deixe-me misturar..
as tuas águas com as minhas!
quero desaguar em você,
quero que você e eu sejamos o rio principal
o que banha cidades, e que querendo ou não,
é contaminado de alguma forma pela sociedade
mas como não ser contaminados?

contaminação.. preconceito..
nós, como rio principal aprenderemos juntos como lutar contra
e no final..
acabaremos em uma linda cachoeira, sob lindas pedras,
servindo de cenário para inspirações únicas


poderemos contar com o sol..
para animar todos a irem nos visitar as vezes..
aquecendo-os para que suportem nossa frieza,
 frieza causada pela mágoa de muito maltrato
muito lixo, muita desordem e exploração que ja causaram em nosso leito!
mas nada, nada, tirará nossa beleza,
nossa pureza e o nosso poder de alimentar
de fazer suprir a necessidade do homem..
afinal, quem vive sem água doce?

sábado, 13 de outubro de 2012

cuecas e calcinhas - Alexandre Nero

http://www.youtube.com/watch?NR=1&v=PU3qq48ToaA&feature=endscreen

como as musicas nos lembram pessoas...
essa musica retrata tudo que queremos, nós eu e você ter como vida.. mas não esquenta cabeça, pra todo pé cansado existe um chinelo velho..



''..e ao final da vida, velhinhos perceber, que não foi assim tão mal..''